O fim do mundo está perto de vir?

Aqui chegamos e fomos idealizados, em meio à ameaça do COVID-19, o chamado Coronavírus.

Todos (ou quase todos) ilhados em suas respectivas casas e apartamentos, sem saber muito o que fazer.

Chuva de notícias sobre o tal vírus desconhecido não para de inundar os meios impressos, televisivos e digitais. Economia entrando em colapso. Demissão em grande escala nas grandes, médias e pequenas empresas. Falta de dinheiro no bolso do trabalhador. Empresários ensandecidos, no vermelho!

Fique em casa, diz o ministro da saúde. As crianças podem voltar para as escolas, uma gripinha boba como essa não pode nos alardear, diz o presidente da república. Tantos disse-me-disse. O resultado dessa parafernália toda não poderia ser outro: ansiedade, medo e caos.

O pior de tudo não está em nosso sentimento reticente sobre si; está no número de pessoas infectadas e, sobretudo, de mortes, no Brasil e no mundo, uma coisa realmente triste e aterradora.

“O que fazer?”, a gente se pergunta.

A resposta que podemos dar ao nosso possível e caro leitor não é tão simples assim, mas nem demasiado complexa de ser respondida.

Respirar é preciso, sim? E buscar um ponto de equilíbrio para que a gente não enlouqueça de vez; ou seja, nós mesmos precisamos adotar medidas que consubstanciem o seu e o nosso bem-estar físico e mental: continuar seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e fazer dessa quarentena um momento único & útil de reflexão, empatia e criatividade.

Soou muito autoajuda, sim?

Juro que nós não queríamos.

Estamos juntos no mesmo barco, sabia? E é por isso que estamos aqui.

Da angústia do amanhã, resolvemos pensar no hoje, no agora, no instante-já da vida, que continua pulsando aqui dentro e fora de nós.

A quarentena fez com que a nossa criatividade coletiva colocasse para as páginas do wordpress um desejo voraz de produzir o que mais a gente ama, diálogos sobre a cultura.

Por isso esse texto é escrito na primeira pessoa do plural. Não sou eu que te escrevo, porém nós.

THE QUARENTENA será mais do que um mero blog. Queremos realizar um debate livre e democrático sobre a cultura brasileira contemporânea, com resenhas de livros, ensaios sobre cultura e sociedade, textos literários, entrevistas e afins.

Colaboradores do Brasil e do mundo estão nessa. THE QUARENTENA é uma nova revista de cultura para você e nós que fazemos parte da história da civilização como criador e criatura.

Essa é a nossa estreia. Abra uma garrafa de vinho, champagne, de cerveja, de refrigerante, de suco ou de água.

Não importa. Apenas respire e sorria.

Seja muito bem-vindo(a)!

Quanto à pergunta do título de post, nós não nos esquecemos.

É o início do fim?

Deixaremos essa lacuna para ti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s